Dinâmica

Os contadores que não tem nenhuma afinidade musical e nem tem um aparelho de som para “tocar” uma música no início das apresentações tem a oportunidade de brincar, jogar e realizar dinâmicas. No meu caso, não sou musico e lanço Leia mais …

AFINANDO A PLATEIA

Ao perceber que as crianças chegavam para ouvir as histórias com sentimentos, sensações, vivências, expectativas, pensamentos e cronologia (atividades do dia anteriores à história) muito diferentes uma das outras, entendi que os momentos que antecediam a história podiam ser usados Leia mais …

A Introdução da Contação

Muitos aspirantes, e até mesmo contadores experientes, perguntam-se  como iniciar uma determinada história nossas histórias. Uma expressão das mais conhecidas e usadas para se iniciar principalmente os contos de fadas, prepara o público para uma narrativa fora do mundo objetivo, Leia mais …

Contando dramaticamente

Quando ouvimos um bom narrador de história nos distanciamos dos nossos pensamentos e preocupações e mergulhamos por um momento no na história contada. A capacidade de manter a concentração dos ouvintes durante toda a narrativa advém, principalmente, da qualidade de Leia mais …

Contando Histórias com Objetos

Podemos nos apresentar contando histórias com objetos e divertir muito as crianças. Diversos tipos de objetos podem ser usados para contar histórias. Essa técnica advém do segmento “Animação de formas Inanimadas”, ou “Animação de Objetos” , que é, em princípio, Leia mais …

Contando História com Livro

Livros: seria comum dizer que contar histórias através da leitura de um livro para uma platéia infantil promove o interesse pela própria leitura. Já ouvimos e lemos essa argumentação inúmeras vezes.  Também o argumento de que o livro desenvolve a Leia mais …

A Contação Artística

A contação de histórias de forma artística pressupõe que o narrador domine uma atividade artística, naturalmente, ou que treine contar uma determinada história de forma plástica, usando de pelo menos um recurso artístico, ou combinando-os. As principais formas de apresentação Leia mais …

Narração Clássica (popular)

A cotação de história é contada oralmente, sustentada no desempenho pessoal do contador, nas qualidades empregadas à palavra (rimas, inflexão, projeção, etc.) e na expressão primária do agente contador. Entende-se por “expressão primária” as intenções projetadas nas linhas de expressão Leia mais …

As Técnicas de Contação de Histórias

O ato de se contar histórias é, em princípio, oral. As diversas técnicas de contação de histórias, na sua essência, não são usadas pelo narrador clássico. A narração é purista, sem qualquer recurso material, ou técnico, quando muito um instrumento Leia mais …