Bate-papo com José Robson

Uma exposição das escolhas das histórias infantis usadas por José Robson nas suas apresentações

Links mencionados

ATIVIDADES DO CURSO

Para as turmas que estão realizando as aulas online, façam as seguintes atividades

  • Deixe uma mensagem sobre esse tema no final da página
  • Faça uma resenha dos 6 artigos no link: escolha do texto e poste no final da página de cada artigo

COMO FAZER?

  • As resenhas são realizadas no fina de cada pagina do artigo lido em “Deixe Sua Mensagem”;
  • Não há tempo determinado, faça no seu tempo, uma ou mais páginas por dia, pule o dia que quiser

CERTIFICADO

Para receber seu certificado, cadastre-se na plataforma e se inscreva no curso: CURSO ONLINE: 20h Gratuito

O certificado é liberado após a conclusão de todas as atividades

* Não há certificado por atividade, somente na conclusão de todo o curso

12 thoughts on “Bate-papo com José Robson”

  1. O teatro para a criança precisa ser melhor que para o adulto, visto que ela desconhece a situação. O som e toque é importante para bebês, deve-se estimular a criança a virar a página e acompanhar a história pelas gravuras. A criança aprende pela repetição, o livro pode aumentar o vocabulário e a interação com os pais. Crianças se dispersam com textos grandes, é preciso inserir músicas e repetições até mais ou menos os 6 anos. Quando maiores, gostam de contos que mostram que as escolhas têm consequências. Portanto, quanto maior a criança, maior os conflitos a história vai ter.

  2. Quando a criança não apenas compreende, mas também atua no contexto de aprendizagem, produzindo mudanças que deixem suas marcas, ela naturalmente passa a interagir com tudo e todos deste contexto de um patamar de criador. Portanto, sente-se capaz e internamente fortalecida, além de socialmente aceita por sua adequação e contribuição.

  3. A arte de contar histórias está presente na sociedade há muito tempo. A oralidade é um mecanismo antigo de propagação cultural. Por meio dela expressamos sentimentos, conhecimentos e experiências.
    A contação de histórias, em seu sentido mais amplo, é um mecanismo muito importante de manutenção de histórias e costumes.

  4. Na primeira aula o professor falou sobre técnicas e recursos para um contação de história. Ele deu alguns exemplos de recursos que podemos utilizar como fantoches, instrumentos musicais, objetos, etc. O professor falou também da atuação e da leitura, deu exemplos de como podemos fazer. Para contar uma história também devemos saber qual a finalidade, número de crianças, faixa etária e espaço. Temos que ter motivação, conhecer qual a técnicas que vamos utilizar, como apresenta os personagens, poetizar o objeto, saber qual o ritmo que vou utilizar e decidir se a história vai ser interativa ou não.
    Os 5 passos para contação de uma história são fundamentais, para a história sair perfeito.
    O primeiro passo ensina como escolher o conto, o segundo passo como preparar o material para contar a história, terceiro passo ensina como devemos arrumar o espaço da contação de história, o quarto passo ensina como devemos organizar da contação da história e o quinto passo ensina como começar a contar a história.
    No artigo tem todos os passos que devemos seguir, eles ajudam bastante na hora de organizar a contação da história.

  5. A escolha da história que vai contar para a criança é muito importante é deve ser escolhido com cuidado, visto que ela está na fase desenvolvimento. A escolha deve estar vinculado com sua faixa etária, com a sua realidade e o seu vocabulário. Conforme elas crescem e avança na faixa etária a escolha do livro muda para se adequa a criança.
    A criança amplia seu gosto pela leitura, visto que foi trabalhado desde de pequenos a arte de ler livros, de contar histórias.

  6. Na escolha da história sempre precisamos levar em consideração a faixa etária do público. Os texto traz a vivência da criança, estimulam a sua imaginação. O professor destaca a Importância do uso do som desde o três meses de gestação após os primeiros anos, quando ela escuta a voz e vê a imagem do livro, ela traz a memória toda vez que associa a voz a imagem, pouco a pouco ela vai aumentando o seu vocabulário e também cria se o hábito de ouvir.
    As vezes a criança nem sabe o significado da palavra, mas o valor sonoro traz um significado à ela.
    3 anos em diante fábulas e contos, o uso de cantigas ainda é um grande aliado na atenção desta faixa etária.
    Desde o nascimento as crianças vivenciam emoções, pensamentos, vidas de outras pessoas e trazem para si um repertório que ela levará a vida toda.
    O que se destaca é que a imaginação estará presente ao longo desse processo inteiro.

  7. Boa noite!
    A criança ela está em sua fase de desenvolvimento, por isso as histórias certas para cada faixa etária é importante, pois essas histórias vão trazer mais vivência pra vida dela no seu dia a dia. Fazendo com que aquela criança em cada faixa etária tenha mais interesse, sentimento e conheça um novo mundo através de histórias em textos diferentes no decorrer de sua vida.

  8. A contação de história é relevante no amadurecimento das crianças. Através dela aprendemos a vivenciar as suas histórias. Podemos quebrar a timidez, a ansiedade e os medos. Ela cria um elo importante na imaginação da criança e provoca a vontade de querer ser bons leitores e contadores de histórias.

  9. A contação de história é um mundo mágico no imaginário das crianças. Onde tudo poder ser recriado e contado. Compreender a faixa etária da criança é importante, porque ela atribui um acontecimento diferente na vida de cada um. A parti daí, as vivências começam acontecer, e elas passam a conhecer a musicalidade, a visualização das imagens, cores, texturas, as palavras, a interação e a socialização da contação de história.

  10. Ao escolhermos a história para contarmos as crianças, devemos levar em consideração a idade delas, para sermos bem sucedidos. Devemos também, fazer o uso de vários recursos para contribuir para o desenvolvimento das crianças tanto a imaginação quanto a socialização.

  11. Nas primeiras aulas, fez explicações, sugestões e ensinou verificar etapas, faixas etárias, organização e planejamento. O uso da imaginação e da criatividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *